quinta-feira, 7 de junho de 2007

SABER VIVER - A Parábola do cego que guia outro cego

Propôs-lhes Jesus também uma parábola: Pode porventura um cego guiar a outro cego? Não cairão ambos no barranco?
Porque vês tu o argueiro no olho do teu irmão, porém não reparas na trave que está no teu próprio?
Como poderás dizer a teu irmão: Deixa, irmão, que eu tire o argueiro do teu olho, não vendo tu mesmo a trave que está no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho e então verás claramente para tirar o argueiro que está no olho de teu irmão. - Evangelho Segundo Lucas 6:39,41,42

De entre várias lições a tirar desta ilustração, quero destacar duas:

Primeira: O cego não pode guiar outro cego.
Hoje em dia não é de todo impossível ver um cego guiando outro cego, porque as varas e outros mecanismos de orientação facilitam, ainda que ténuamente, a vida dos invisuais.
Todavia, os cegos preferem ser guiados por aqueles que têm visão, porque isso lhes garante mais segurança nos seus movimentos.

No entanto, esta parábola ensina-nos que, infelizmente, na vida real há "cegos" que têm a pretensão de guiar outros "cegos". Esses "cegos", são aquelas pessoas que se julgam melhores que os outros. Esses indivíduos julgam, avaliam, criticam, dão orientação aos outros quando eles mesmos não possuem argumentos que lhes permitam ser um exemplo para ninguém.

Segunda: O que tem a trave, não pode ver o argueiro do outro.
Esta segunda lição é extraordináriamente caricata. Representa alguém que não só não vê, como ignora o seu estado de invisual e procura guiar aquele que eventualmente se encontra em melhor estado.
Esta hipocrisia, pode ter consequências piores para o que tem a trave do que para o que possue o argueiro.

2 comentários:

Camargo disse...

1 Para ensinar qualquer coisa, precisamos viver a Humildade corajosa que nos ensina a Religião de Deus: a certeza de que não sabemos tudo mas ter a Boa Vontade em sempre aprender mais.
2 - Para transmitir aos outros o que sabemos, precisamos estar abertos para melhorar a nós mesmos. O povo na sua sabedoria, com muita simplicidade tem um ditado que diz: “As palavras comovem, os exemplos arrastam”. Por isso o Cristo nos dá sempre a oportunidade da reeducação de nossos atos.

Camargo disse...

Para ensinar qualquer coisa, precisamos viver a Humildade corajosa que nos ensina a Religião de Deus: a certeza de que não sabemos tudo mas ter a Boa Vontade em sempre aprender mais.
2 - Para transmitir aos outros o que sabemos, precisamos estar abertos para melhorar a nós mesmos. O povo na sua sabedoria, com muita simplicidade tem um ditado que diz: “As palavras comovem, os exemplos arrastam”. Por isso o Cristo nos dá sempre a oportunidade da reeducação de nossos atos.